Famup destaca que Centros de Triagem contribuirão para o desenvolvimento econômico dos municípios

Por Múltipla - em 239

Prefeitos e representantes de 51 municípios paraibanos conheceram, nesta quinta-feira (6), como funcionarão os 12 Centros de Triagem de Resíduos Sólidos, no valor de R$ 3 milhões, que serão instalados pelo Governo da Paraíba dentro do projeto do fim dos lixões realizado em parceria com a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) e o Ministério Público da Paraíba (MPPB). Os Centros serão responsáveis por receber os rejeitos e os resíduos sólidos recicláveis das cidades beneficiadas nessa primeira etapa do projeto. O plano de ação foi apresentado no auditório do MPPB pela secretária de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal, Ana Cláudia Vital do Rêgo; pelo promotor do Meio Ambiente Raniere Dantas e pelo presidente da Famup, George Coelho.

Para o presidente da Famup, a parceria realizada com o Ministério Público e o Governo do Estado foi fundamental para a construção dos Centros de Triagem que irão garantir benefícios aos municípios que agora começarão a dar o destino correto aos resíduos sólidos. “Maior parte dos municípios são de pequeno porte e não teriam condições de arcar com os custos, mas a parceria entre a Famup, o Ministério Público e o Governo do Estado garantiu o início desse projeto que terá uma repercussão positiva para o nosso Estado. Quando a gente se une, os resultados positivos aparecem”, destacou o presidente George.

A secretária Ana Cláudia Vital destacou o empenho do Governo do Estado em contribuir com a execução do projeto que trata sobre o fim dos lixões. “Hoje consolidamos esse projeto com essa apresentação para os prefeitos. O governador João Azevêdo teve a sensibilidade de contribuir com essa ação importante para o meio ambiente e para a saúde das pessoas”, destacou.

Ao abrir os trabalhos, o procurador Francisco Sagres disse que não adianta apenas determinar ações. Para ele, é preciso conversar com os atores envolvidos para encontrar soluções como foi o caso do fim dos lixões que tem gerado boas iniciativas. “É muito bom ver o envolvimento de todos para que possamos concluir esse projeto que é fundamental para as vidas das pessoas e do meio ambiente”, observou.

Durante a explicação do projeto, a secretária Ana Cláudia disse que existirão três tamanhos diferentes para os Centros de Triagem. Um de 600 m² ao valor de R$ 221.375,90, outro de 800 m² custando R$ 265.121,31 e o maior com 1.000 m² ao valor de R$ 325.409,82. Caberá os municípios que receberão os Centros o terreno, a construção de uma área de vivência, custos adicionais, prestação de contas na Plataforma do Sistema de Gestão da Informação (SGI) e Criação de uma Associação de Catadores em conjunto com os municípios parceiros. Para os parceiros ficará a aquisição de um kit básico de equipamentos, a implementação e realização da coleta seletiva e a criação de um Pátio de Compostagem no Município.

Os Centros – A Unidade 1 será instalada no município de Marcação e beneficiará Baía da Traição e Rio Tinto; a Unidade 2 será instalada em Mari e beneficiará Sobrado, Riachão do Poço e Caldas Brandão; A Unidade 3 em Serra Branca será utilizada também pelos municípios de São José dos Cordeiros, Coxixola, Parari e São João do Cariri; a Unidade 4 será em Taperoá e beneficiará Assunção e Livramento; já a Unidade 5 ficará em Picuí beneficiando Baraúnas, Sossego, Frei Martinho, Nova Palmeira e Pedra Lavrada; a Unidade 6 ficará em Lagoa de Dentro e vai beneficiar Jacaraú, Pedro Régis, Curral de Cima e Duas Estradas.

A Unidade 7 instalada no município de Ingá vai beneficiar Riachão do Bacamarte, Itatuba e Serra redonda; na Unidade 8 instalada em Juazeirinho, serão beneficiados Soledade, Cubati, Olivedos e Tenório; a Unidade 9 instalada em Remígio beneficiará Areia e Algodão de Jandaíra; a Unidade 10 instalada em Queimadas vai beneficiar os municípios de Fagundes, Caturité e Barra de Santana; já a Unidade 11 instalada em Caaporã vai beneficiar Alhandra e Pitimbu; e na Unidade 12 instalada em Juripiranga vai beneficiar Pedras de Fogo, Itabaiana, Pilar, São Miguel de Itaipú e São José dos Ramos.