Famup e IBGE realizam Seminário ‘Pesquisa e Inovações’

Por famup - em 72

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizam nesta quarta-feira (28) o Seminário ‘Pesquisa e Inovações’ voltado para os gestores paraibanos. As discussões sobre pesquisas e dados referentes aos serviços e ações nos municípios acontece no Hotel Manaíra, em João Pessoa, a partir das 8h.

 

Durante o evento, os gestores terão conhecimento sobre o trabalho realizado pelo IBGE, principalmente no que diz respeito ao acesso a uma base de dados estatísticos e cadastrais atualizados e que proporcionam um conjunto relevante de indicadores de avaliação e monitoramento dos quadros institucional e administrativo.

 

O IBGE por meio do Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) efetua, periodicamente, um levantamento pormenorizado de informações sobre a estrutura, a dinâmica e o funcionamento das instituições públicas municipais, tendo como unidade de investigação o município e, como informante principal, a prefeitura, por meio dos diversos setores que a compõem.

 

O presidente da Famup, George Coelho, destacou a importância do Seminário ‘Pesquisa e Inovações’ para os gestores que necessitam de um conhecimento mais aprofundado sobre o município. “O IBGE tem uma base de dados completa e importante para que nós gestores tenhamos um conhecimento maior sobre o município. Esse conhecimento nos garante uma condução melhor da administração municipal. Por isso, deixo aqui o nosso convite que os prefeitos estejam presentes nesse Seminário”, afirmou.

 

Censo 2020 – George Coelho aproveitou para destacar ainda a importância de apoiar a realização do Censo realizado no próximo ano. “O Censo é peça fundamental para as administrações municipais. É através dos dados que se define o FPM e também a economia para que possamos trabalhar no desenvolvimento de emprego e renda”, disse.

 

O Brasil passará, em 2020, pela realização do Censo Demográfico, uma pesquisa domiciliar, o que se configura como uma verdadeira operação de guerra a ser montada, e o IBGE tem essa responsabilidade de organizar esse trabalho. Na Paraíba, o recenseamento será realizado em cerca de 1,1 milhão de domicílios nos 223 municípios do Estado, envolvendo o trabalho de mais de quatro mil pessoas para a coleta de dados, supervisão e apoio técnico-administrativo.