FAMUP e MPPB realizam reuniões nos municípios que se comprometeram a fechar lixões

Por MPPB - em 201

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Associação de Municípios da Paraíba (Famup) estão realizando uma série de reuniões nos municípios da Paraíba, que estão planejando e implementando ações para o fechamento dos lixões, depois da assinatura do acordo de não-persecução penal com a Procuradoria-Geral de Justiça. Nesta terça-feira (22), foram realizados encontros com gestores das cidades de Picuí, Nova Floresta, Barra de Santa Rosa e Damião. Nesta quarta-feira, será a vez de representantes de Borborema, Serraria, Pilõezinhos, Belém, Caiçara e Logradouro conhecerem mais sobre alternativas para implementação da coleta seletiva.

De acordo com o coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente, Raniere Dantas, as reuniões vêm acontecendo desde de novembro do ano passado, nos municípios que solicitam o apoio do MPPB. Os primeiros foram Mataraca e Marcação. Esta semana, ainda haverá encontros em Mari (reunindo equipes do município e de Mari, Sapé, Sobrado e Gurinhém) e em Juripiranga (com gestores da cidade e de Itabaiana). Outros municípios também já solicitaram a conversa, a exemplo de Mamanguape, Pitimbu e Pedras de Fogo.

As reuniões estão sendo conduzidas pelos promotores Raniere Dantas e José Farias e pelos representantes da Famup, Pedro Dantas e Tiago Barbosa. Estão participando secretários municipais, prefeitos, catadores e o pessoal ligado à limpeza urbana. Eles recebem explicações sobre o projeto de erradicação dos liões do MPPB e conversam sobre alternativas viabilizadas em outras cidades que conseguiram superar o problema.

Raniere Dantas adiantou que, em um segundo momento, serão realizadas audiências públicas, durante as quais serão apresentadas a professores e agentes comunitários (possíveis multiplicadores de informações) ideias para a viabilização dos lixões e o tratamento correto do lixo. “O objetivo dessa parceria do MPPB e da Famup é apoiar os prefeitos na implementação ou aprimoramento do projeto de coleta seletiva em seus muncípios”, disse Raniere.

O acordo

Com a assinatura do acordo de não-persecução penal, o Ministério Público se compromet em não oferecer qualquer ação penal contra os prefeitos. Em contrapartida, os gestores prometem adotar a solução técnica mais viável à realidade de suas cidades para acabar, no prazo de 365 dias, com os lixões a céu aberto existentes em suas cidades, dando aos resíduos sólidos produzidos o destino adequado, conforme preconiza a lei que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Até agora, 65 municípios que mantinham lixões já assinaram o compromisso, juntamente com o termo de ajustamento de conduta para recuperação da área degradada.


CALENDÁRIO DAS REUNIÕES

22/01 – 08h – Picuí (municípios de Picuí e Nova Floresta)

22/01 – 14h – Barra de Santa Rosa (Barra de Santa Rosa e Damião)

23/01 – 08h – Borborema (Borborema, Serraria e Pilõezinhos)

23/01 – 14h – Belém (Belém, Caiçara e Logradouro)

24/01 – 08h – Mari (Mari, Sapé, Sobrado e Gurinhém)

30/01 – 08h Juripiranga (Juripiranga, Itabaiana, Pedras de Fogo e Pilar)

VEJA FOTOS