Famup lamenta morte de Genival Lacerda: “Seu talento engrandeceu a Paraíba”

Por Múltipla - em 148

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) lamenta a morte do cantor e compositor Genival Lacerda, que morreu na manhã desta quinta-feira (7) após complicações em seu quadro de saúde. Ele foi diagnosticado com o novo coronavírus e estava internado desde o 30 de novembro, em Recife.

Para a Federação, o artista foi capaz de trazer visibilidade para a Paraíba, sendo um dos pioneiros em compartilhar a cultura do Nordeste para o país inteiro.

“Hoje se foi um homem responsável por dar um significado único ao forró brasileiro e seu legado é histórico, precisa ser relembrado por muitos anos e ensinado às próximas gerações. Infelizmente, foi mais uma vítima do coronavírus e desejamos conforto e paz para a família em um momento tão triste”, destacou George Coelho, presidente da entidade.

Genival Lacerda morreu aos 89 anos. Ele nasceu em 5 de abril de 1931, em Campina Grande, onde trabalhou como radialista nas rádios Borborema e Caturité, além de ter iniciado sua carreira. Ele se mudou para Recife anos depois, onde passou a ter destaque, sendo anos mais tarde conhecido por todo o Brasil com a música ‘Severina xique-xique’, além de outros sucessos como ‘Radinho de Pilha’ e ‘Mate o Véio’.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support