Famup recomenda suspensão da distribuição de peixe durante a Semana Santa

Por Múltipla - em 378

A Federação dos Municípios da Paraíba (Famup) emitiu uma recomendação, nesta terça-feira (24), para que seja suspensa a entrega e distribuição de peixe nas cidades paraibanas, como tradicionalmente ocorre durante a semana santa. A medida atende as recomendações de isolamento social editadas por meio de Decretos Federal e Estadual, como ação necessária para conter a disseminação do coronavírus no país.

“Entendemos que essa é uma tradição em muitas de nossas cidades, mas precisamos evitar qualquer tipo de aglomeração nesse momento. Mesmo que a distribuição seja feita de modo individual, em cada residência, a recomendação é a mesma, pois haverá manuseio do produto, entrega e, além do mais, o pescado é um produto extremamente perecível”, explicou George.

Na recomendação emitida pela Famup, a entidade lembra que nos Decretos de Emergência ou de Calamidade Pública editados pelos municípios, os documentos trouxeram medidas com a finalidade de restringir o funcionamento de órgãos públicos, bem como de impedir a realização e funcionamento de qualquer evento ou estabelecimento capaz de promover aglomerações de pessoas. “Uma medida dura, embora necessária, para que os munícipes não sofram com uma situação caótica”, frisou.

George Coelho lembra que a recomendação também se estende a qualquer outro tipo de alimento que por ventura, venha a ser distribuído nesse período, a exemplo da substituição do peixe, pelas cestas básicas. “Seja lá qual for o produto a ser distribuído, seguiria na contramão das medidas de isolamento social, possibilitando o aumento do contágio”, esclareceu.

Combatendo o coronavírus – Ainda no intuito de combater a propagação do coronavírus pelos municípios paraibanos, o presidente da Famup, George Coelho, sugere aos prefeitos das cidades paraibanas que busquem atuar de forma conjunta, no sentido de uniformizar as medidas. “Ações que tranqüilizem a população e apresentem uma resposta, mas que se pense nos efeitos colaterais que as medidas podem vir a provocar”, sugeriu.

 

Confira a nota

Recomendacoes FAMUP.pdf