- FAMUP - http://www.famup.com.br -

Nordeste tem menor taxa de mortes por covid-19 e Famup destaca atuação dos prefeitos no combate a doença

O Nordeste tem proporcionalmente a menor taxa de óbitos por covid-19 do Brasil, com índices inferiores de mortes em relação à média nacional (282 óbitos por grupo de 100 mil habitantes). Na região a Paraíba está em sexto lugar com uma taxa 231,38 mortes por grupo de 100 mil habitantes. O resultado, segundo a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) se deve ao comprometimento dos prefeitos e gestores de saúde no combate à pandemia, desenvolvendo ações de cuidado e proteção da população.

Entre as medidas tomadas imediatamente pelos gestores paraibanos se destacou a necessidade de imposição de medidas restritivas e de distanciamento social, bem como a garantia de ações, de acordo com a ciência, nas decisões de enfrentamento da maior crise sanitária já vivida no mundo. Desde o início da emergência sanitária, a Famup esteve ao lado dos gestores. Emitiu alertas, editou recomendações, marcou posicionamentos, ligou por recursos e dialogou com os prefeitos.

A Federação emitiu alertas aos gestores para que buscassem manter os cuidados e levassem a saúde em conta, apesar da grande demanda e compromissos dos municípios em meio à pandemia. Se posicionou e orientou sobre funcionamento de estabelecimentos e defendeu o trabalho remoto dos servidores públicos.

“Nós sabíamos que o tempo era de trabalho árduo, incansável, mas que naquele momento era essencial que os gestores continuassem, dentro do possível, garantindo medidas sanitárias para garantir a vida da população”, comentou George Coelho, presidente da Famup.

Sabendo que a vacina era o caminho certo para redução do número de casos e mortes causados pela covid-19, a Famup defendeu entre os prefeitos a pesquisa ‘Unidos Pela Vacina’. O fornecimento de dados foi essencial para contribuir para um mapeamento e agilidade da vacinação no Brasil, fortalecendo assim o Sistema Único de Saúde (SUS).

Vacinação – O presidente destacou também a importância do Plano Nacional de Imunização (PNI) e as etapas do calendário que contemplou diversos profissionais e categorias da sociedade. Para George, a organização dos municípios no processo de vacinação e a busca ativa, vem garantindo a redução do número de pessoas infectadas e mortas pela covid-19. “Os prefeitos priorizaram a vacinação em seus municípios e isso foi importante. Foi e ainda está sendo um trabalho árduo, mas gratificante, ao vermos os resultados”, afirmou.

Entre os estados nordestinos, a pior marca é a do Ceará, com 246,6 mortes por grupo de 100 mil. E o melhor do país é o do Maranhão, com 143,33.

Número de mortes no Nordeste por grupo de 100 mil

Ceará 246,6

Sergipe 259,49

Paraíba 231,38

Piauí 214,48

Pernambuco 206,36

Alagoas 186,21

Bahia 180,29

Maranhão 143,33

[1]