Prefeitos e secretários discutem aperfeiçoamento da educação nos municípios paraibanos

Por Múltipla - em 63

Prefeitos e secretários dos municípios paraibanos participaram nesta sexta-feira (8) de debates para discutir a educação. Na pauta, estavam pendências voltadas ao Plano de Ações Articuladas (PAR) Ciclo 2 e 3 e Planejamento do PAR Ciclo 2021/2024. As discussões foram promovidas pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), pela União Nacional dos Dirigente Municipais de Educação na Paraíba (Undime-PB) e pela CEI Editora e Distribuidora, durante encontro realizado no Hotel Garden, em Campina Grande.

 

“É muito gratificante receber aqui os prefeitos e prefeitas, além dos secretários de educação dos municípios para discutirmos um tema tão importante, a educação. Temos a responsabilidade de garantir o acesso à escola e para isso precisamos de planejamento na garantia de itens fundamentais como materiais didáticos e pedagógicos, formação de profissionais, equipamentos e infraestrutura escolar. Quero agradecer a cada um presente e dizer que a Famup está sempre de portas abertas e pronta para atender as demandas das gestões municipais, seja na educação ou em qualquer outra área”, destacou George Coelho, presidente da Famup.

 

Além dos gestores, estiveram presentes ainda o presidente da União Nacional dos Dirigente Municipais de Educação na Paraíba, Michael Lopes da Silva, e o presidente da CEI Editora e Distribuidora, o prefeito de Mogeiro Antônio Ferreira.

 

O PAR é uma estratégia de assistência técnica e financeira iniciada pelo Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, instituído pelo Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007, fundamentada no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), que consiste em oferecer aos entes federados um instrumento de diagnóstico e planejamento de política educacional, concebido para estruturar e gerenciar metas definidas de forma estratégica, contribuindo para a construção de um sistema nacional de ensino.

 

Ligado ao Ministério da Educação, o PAR é uma estratégia para o planejamento plurianual das políticas de educação, em que os entes subnacionais elaboram plano de trabalho a fim de desenvolver ações que contribuam para a ampliação da oferta, permanência e melhoria das condições escolares e, consequentemente, para o aprimoramento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de suas redes públicas de ensino